Translate this Page
ONLINE
2




Comentário da Revista Obra da Salvação

Existem dois extremos que o bom cristão deve evitar quando o assunto é conhecer a doutrina que acredita. O primeiro é o de conhecer a doutrina cristã no objetivo de se tornar uma espécie de inquisidor moderno caçador radical de heresias e esquecer-se de praticar a piedade e o amor cristão. O segundo é não procurar conhecer a doutrina cristã e acabar relativizando os preceitos cristãos pregando um cristianismo falso e sem identidade que aceita qualquer bobagem que existe por ai.

 

Pensando em equilibrar esses dois pilares de amor cristão e defesa da verdade doutrinária, a CPAD (Casa Publicadora das Assembleias de Deus) elaborou neste último trimestre de 2017 a revista de escola bíblica ''A Obra da Salvação''. Após um trimestre onde as principais doutrinas do cristianismo e do pentecostalismo foram tratadas de forma geral, a CPAD se focou agora na doutrina da salvação.

 

A revista vem em um momento certo onde infelizmente muitos cristãos pentecostais ainda acreditam que o salva o ser humano é a pratica de usos e costumes como a roupa que é usada, o tanto de maquiagem que a mulher usa, o quanto de jejum que se faz e outras praticas religiosas. Não estou afirmando que não há roupas impróprias para o cristão, que não há limite no uso de maquiagem, que o jejum não tem importância ou que a igreja local não possa ter regras internas de usos e costumes, mas sim que nada disso é preponderante quando se trata de salvação. A salvação como demonstrado nas cartas de Paulo e na Reforma Protestante advém somente através da fé e as obras vêm depois como fruto da salvação.

 

As lições da revista deixam isso claro que não praticamos boas obras para sermos salvos, mas porque somos salvos praticamos boas obras. É explicado ainda sobre o relacionamento entre fé e obras, deixando bastante claro, que embora a salvação seja pela fé, isso não é salvo-conduto para o cristão viver uma vida dominada pelo pecado. Muitos cristãos têm uma visão meritocrática equivocada da salvação. Segundo eles, eles conquistam a salvação com uma vida santa e se fazem merecedores e uma vez que se ensina que a salvação vem pela fé já não há motivo para eles obedecerem os mandamentos divinos. Ora se o cristão para se santificar precisa de uma ameaça constante de ir para o inferno essa santificação não é genuína. Além disso, é claro, a salvação não vem pelos nossos méritos, mas pelos os de Cristo.

 

Um outro problema que a revista enfrenta é a onda americana neocalvinista que veio para Brasil (se você não sabe o que é calvinismo leia este artigo aqui). O neocalvinismo é um movimento recente de pregadores americanos calvinistas famosos que, por mais que a maioria deles sejam cristãos sinceros, possuem uma visão errada de como a salvação se processa. Como no Brasil pouco se ensina sobre o arminianismo (que é a visão oficial de como a salvação se processa da maioria das igrejas pentecostais) o movimento ganhou certa força na internet alcançando muitos jovens das igrejas pentecostais. A revista, junto com a publicação de obras arminianas, não procura criar rivalidades desnecessárias no meio cristão, mas mostrar o outro lado do debate para os cristãos pentecostais. A lição 8 ''Salvação e Livre-Arbítrio'' trata exclusivamente do arminianismo.

 

Se você é aluno da escola bíblica da sua igreja não perca as aulas deste trimestre. A doutrina da salvação talvez seja a principal doutrina da fé cristã ou, no mínimo, é uma das principais. É uma ótima oportunidade para você renovar e fortalecer sua vida espiritual. Se você é professor da escola bíblica da sua igreja o meu conselho é que você se prepare bem ministrar cada lição, pois o tema é complexo. Não deixe para começar a se preparar em cima da hora. Assim eu desejo um ótimo trimestre de estudo da palavra de Deus para todos, mesmo se na sua igreja não trabalham com essa revista, com Deus aumentando o seu entendimento a cada aula.

 

Curta nossa página e acompanhe nossas publicações:

Ministério Jovens Pregadores

 

Conteúdo Relacionado

Aula Que Todo Professor da EBD Deveria Ver