Entenda os Conceitos de Esquerda e de Direita

Hoje em dia existem muitos jovens que cada vez mais cedo se envolvem ativamente com a política e já se posicionam como de direita ou de esquerda. O que é algo muito bom, pois eu acredito que a juventude tem um papel importante nas mudanças do país. O problema é que boa parte deles não entendem o que é realmente ser de direita ou de esquerda. Eles se deixam levar somente pelo que algum professor disse ou pela influencia dos amigos e da mídia..

 

Incorrem esses jovens em um grande perigo porque nem sempre o professor está certo (é humano e sujeito a erro e tendências como qualquer outra pessoa) e da mesma forma os amigos e a mídia. É necessário que eles conheçam a fundo a ideologia que professam. Eu quero neste artigo te ajudar a entender um pouco mais sobre estes conceitos políticos.

 

Essas nomenclaturas surgem na Revolução Francesa no século XVIII onde aqueles que estavam ao lado da monarquia eram considerados de direita e os que queriam o fim dela eram considerados de esquerda. Na época os que eram de esquerda eram os liberais e os de direita eram os conservadores. Com o tempo os conceitos evoluíram e hoje tanto liberais como conservadores estão no espectro da direita (embora continuem tendo diferenças) e quem ocupa o espectro da esquerda são os socialistas.

 

Antes de explicar teoricamente o que são esquerda e direita, é necessário ressaltar que comumente, no Brasil, direitistas defendem  menos impostos, menos interferência do Estado na economia, escolas sem ensino da ideologia de gênero, penas mais efetivas e duras contra a criminalidade, posse de arma para o cidadão de bem que cumpra certos requisitos (idade mínima, curso de tiro, bons antecedentes criminais e outros) e redução da maioridade penal.

 

Já os esquerdistas, comumente, defendem a legalização das drogas, a legalização do aborto, a regulamentação do casamento homoafetivo, penas mais brandas para a criminalidade, cotas ''raciais'' nas universidades, assistencialismo como o bolsa família para os mais necessitados, maior intervenção do Estado na economia, facilitação para a entrada de imigrantes e regulamentação da prostituição..

 

A forma mais simples de se definir esses conceitos é justamente essa elencando as bandeiras que cada grupo político defende. É claro que pode acontecer, por exemplo, de um um direitista ser contra uma ou duas das bandeiras citadas (e o mesmo pode acontecer com o esquerdista), mas eu gosto dessa forma de definir elas porque além de ser mais fácil de se entender, é uma forma que sai das teorias abstratas para um campo mais prático. Isso é algo que todo jovem deve estar bastante atento. Um grupo político pode na teoria defender ideias lindas, mas na prática realizar atos horrendos e contraditórios com suas ideias. A realidade é a maior avaliadora de um pensamento político.

 

Mas para aqueles que gostam também de aprender conceitos teóricos (sem perderem o contato com a realidade) eu explico que a esquerda possui um ideal máximo que é a busca da igualdade com a crença que um Estado centralizador do poder é um meio para poder alcançar esse fim. O Estado é protagonista na promoção da chamada ''justiça social'' que iguala favorecidos e desfavorecidos socialmente e culturalmente. Já a Direita envolve o ideal máximo de liberdade onde o individuo tem preponderância sobre o Estado, fazendo com que valores como liberdades individuais, família, liberdade de mercado e propriedade estejam acima de seus interesses. A esquerda gosta do Estado e a direita não necessariamente o odeia, mas o vê com certa desconfiança.

 

O jovem que é cristão possui liberdade para escolher qual desses espectros políticos irá seguir, porém ele deve refletir que muitas das bandeiras que em geral são defendidas pela esquerda são diametralmente opostas a fé cristã. Exemplos disso são a regulamentação (favor não confundir com a permissão, pois ela já é permitida) da prostituição que não acaba com exploração, mas iguala profissionalmente uma prática imoral e degradante com profissões dignas e a legalização do aborto que coloca o bem estar momentâneo da mãe acima do direito de viver de um ser inocente. Assim dependendo da escolha que ele fizer sua vida espiritual pode ser prejudicada em razão da sua visão política. 

 

Eu espero ter conseguido te ajudar a aprimorar sua compreensão sobre esses conceitos.

 

Conteúdo Relacionado

6 Lições Políticas Fundamentais Para Cristãos